Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Chico Xavier / A Vida Escreve
A Vida Escreve

Livro: A Vida Escreve

Autor - Fonte: FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER E WALDO VIEIRA

Ir para a página:

...WALDO VIEIRA - PELO ESPÍRITO HILÁRIO SILVA Com o bom livro, caminhamos na direção do futuro e recebemos da Divina Imortalidade e nossa gloriosa destinação de filhos da Luz. Emmanuel - Cartas do Coração. Caro Amigo: Os direitos autorais de obras espíritas são doados a instituições de caridade, por isso se você tem a possibilidade de comprá-las compre-as sua ajuda será muito valiosa. Que Jesus o Abençoe Muita Paz 2 NOVO SERVIDOR .3 A VIDA ESCREVE.4 PRIMEIRA PARTE .5 1 - DEVER CRISTÃO .6 2 - O GRITO.7 3 - PERIGO EMINENTE .9 4 - CONSELHO TROCADO . 11 5 - O PREÇO DA REMISSÃO . 12 6 - O LIVRO - LIBELO. 14 7 - RENDIÇÃO. 16 8 - SINAIS . 19 9 - O LAR DAS CRIANÇAS . 20 10 - O MAIS DIFÍCIL. 23 11 - O MÓVEL DA OBSESSÃO. 25 12 - INCÊNDIO NA SERRARIA . 26 13 - UM CASO DE CIÚME. 29 14 - PERGUNTA CONTRA PERGUNTA. 34 15 - FRUTOS. 35 16 - INSTANTÂNEO . 36 17 - O CONTO DA MOSCA . 37 18 - DEUS E NÓS . 39 19 - SÓ CRESCE PARA BAIXO . 40 20 - A MORATÓRIA . 42 21 - A VOZ DO EVANGELHO . 45 22 - EM COMBATE. 46 23 - BOCA TORTA . 48 24 - O BICO DE GÁS. 50 25 - AMIGOS. 52 26 - O COLAR DE PÉROLAS. 53 27 - SURPRESA DE MAGISTRADO . 54 28 - POR TELEFONE . 56 SEGUNDA PARTE. 60 1 - PÁGINA DE ANÁLIA . 61 2 - O ENCONTRO . 63 3 - DENTRO DA PRÓPRIA CASA . 67 4 - CONTRABANDO . 68 5 - NA HORA DO PASSE. 69 6 - O TEMOR DA MORTE . 71 7 - POR CINCO DIAS . 72 8 - NÃO VALE A PENA. 74 9 - CLAUDINO E A LAVOURA. 76 10 - O APARTE. 78 11 -...
JESUS MANDOU ALGUÉM. 79 12 - MESMO FERIDO . 81 13 - OURO E BATATAS . 82 14 - O NEGÓCIO DA DOAÇÃO. 84 15 - O CARTAZ. 85 16 - CALVÁRIO MATERNAL . 86 17 - O QUE ACHA O IRMÃO ? . 90 18 - CARRANCISMO. 91 19 - OUTRA OPINIÃO . 92 20 - O MERECIMENTO. 93 21 - A FALA DE CADA HUM. 96 22 – SUICIDA. 97 23 - PRESENTE IMPREVISTO . 103 24 - O BOM HOMEM. 105 25 - LOLA-LEILA. 107 26 - ÚLTIMO ARGUMENTO. 110 27 - VISÃO DE EURÍPEDES . 112 28 - O ENSINO DA LUZ. 114 3 NOVO SERVIDOR Incorporando-se ao trabalho que nos foi concedido, Hilário, desde o princípio da tarefa, compreendeu o imperativo de renovação, portas adentro de nossa atividade espiritual. Observou que a Doutrina Espírita, alcançando a mente popular, exige novas formas de pensamento para a transferência justa da vida. Percebeu que muita gente, em contacto com a verdade, liberta a cabeça de prejuízos e preconceitos, continuando, porém, com os pés algemados a ilusões e convenções. Entendeu que a maioria tem dificuldades para a leitura digerida dos volumes especializados Reparou que muitos companheiros rogam orientação, à maneira de doentes que possuem receitas seguras no bolso, , mas se esquivam ao remédio por falta de tempo. Anotou o imperativo de se veicularem os nossos princípios, através das mais diversas vias de leitura e conhecimento, ao alcance do povo. E idealizou a produção de páginas ligeiras, em que a informação do Plano Espiritual pudesse chegar com facilidade ao entendimento comum. Munindo-se, desse modo, de conclusões e anotações, valeu-se das faculdades de dois médiuns amigos (1) e grafou o livro que nos apresenta de coração para coração. Constituída de retalhos do cotidiano, aqui temos, assim, a sua mensagem simples e fraterna, convidando-nos a pensar. Entregando-a, pois, aos irmãos de ideal e de luta, pedimos ao Divino Mestre abençoe o novo servidor que se enriqueça de paz e trabalho, em sua leira de luz. Emmanuel Uberaba, 2 de fevereiro de 1960. (Médium: Francisco Cândido Xavier) (1) A convite do Espírito de Hilário Silva, os médiuns Waldo Vieira e Francisco Cândido Xavier receberam respectivamente a primeira e segunda parte deste livro 4 A VIDA ESCREVE Sim, a vida escreve em toda parte aquilo que pensamos. O caderno em branco chama-se Tempo. E nós somos autores de todos os capítulos que se desenrolam por fatos vivos, no livro da Eternidade. Aqui, a tragédia assombra. Ali, o drama chora. Além, a comédia ri. Adiante, o poema envela. Anota, desse modo, aquilo que desejas, de vez que a vida expressa tudo quanto queremos. Contadora divina, soma os atos, subtrai influências, multiplica valores, divide compromissos e dá-nos a equação de tudo quanto é hoje, a fim de que saibamos o que seja Destino, para nós, amanhã. Hilário Silva (Uberaba, 2 de fevereiro de 1960) (Médium Waldo Vieira) 5 PRIMEIRA PARTE MÉDIUM WALDO VIEIRA 6 1 - DEVER CRISTÃO Rossi e Alves eram dir...
de ao entendimento comum. Munindo-se, desse modo, de conclusões e anotações, valeu-se das faculdades de dois médiuns amigos (1) e grafou o livro que nos apresenta de coração para coração. Constituída de retalhos do cotidiano, aqui temos, assim, a sua mensagem simples e fraterna, convidando-nos a pensar. Entregando-a, pois, aos irmãos de ideal e de luta, pedimos ao Divino Mestre abençoe o novo servidor que se enriqueça de paz e trabalho, em sua leira de luz. Emmanuel Uberaba, 2 de fevereiro de 1960. (Médium: Francisco Cândido Xavier) (1) A convite do Espírito de Hilário Silva, os médiuns Waldo Vieira e Francisco Cândido Xavier receberam respectivamente a primeira e segunda parte deste livro 4 A VIDA ESCREVE Sim, a vida escreve em toda parte aquilo que pensamos. O caderno em branco chama-se Tempo. E nós somos autores de todos os capítulos que se desenrolam por fatos vivos, no livro da Eternidade. Aqui, a tragédia assombra. Ali, o drama chora. Além, a comédia ri. Adiante, o poema envela. Anota, desse modo, aquilo que desejas, de vez que a vida expressa tudo quanto queremos. Contadora divina, soma os atos, subtrai influências, multiplica valores, divide compromissos e dá-nos a equação de tudo quanto é hoje, a fim de que saibamos o que seja Destino, para nós, amanhã. Hilário Silva (Uberaba, 2 de fevereiro de 1960) (Médium Waldo Vieira) 5 PRIMEIRA PARTE MÉDIUM WALDO VIEIRA 6 1 - DEVER CRISTÃO Rossi e Alves eram diretores de conhecido templo espírita e davam-se muito bem na vida particular. Afinidade profunda. Amizade recíproca. Sempre juntos nas boas obras, integravam-se perfeitamente no programa do bem. Alves, com desapontamento, passou a saber que Rossi, nas três noites da semana sem atividades doutrinárias, era visto penetrando a porta de uma casa evidentemente suspeita, lugar tristemente adornado para encontros clandestinos de casais transviados. Persistindo semelhante situação por mais de um mês, Alves, certa noite, informado de que o amigo entrara na casa referida, veio esperá-lo à saída. Dez, onze, meia-noite. Alguns minutos depois de zero hora, Rossi saiu calmo e o amigo abordou-º - Meu caro – advertiu Alves, sisudo _, não posso vê-lo reiteradamente neste lugar. Você é casado, pai de família e, além de tudo, carrega nos ombros a responsabilidade de mentor em nossa Casa. Nada podemos condenar, mas você não ignora que álcool e entorpecentes, aí dentro, andam em bica. Rossi coçou a cabeça num gesto característico e observou: - Não há nada. Estou apenas cumprindo um dever cristão. - Dever cristão? - Sim, a filha de um dos meus melhores amigos está freqüentando este circulo. Jovem inexperiente. Ave desprevenida em furna de lobos. Enganada por lamentável explorador de meninas, acreditou nele. Mas a batalha está quase ganha. Convidei-a a pensar. Há mais de um mês prossegue a luta. Hoje, porém, viu com os próprios olhos o logro...
etores de conhecido templo espírita e davam-se muito bem na vida particular. Afinidade profunda. Amizade recíproca. Sempre juntos nas boas obras, integravam-se perfeitamente no programa do bem. Alves, com desapontamento, passou a saber que Rossi, nas três noites da semana sem atividades doutrinárias, era visto penetrando a porta de uma casa evidentemente suspeita, lugar tristemente adornado para encontros clandestinos de casais transviados. Persistindo semelhante situação por mais de um mês, Alves, certa noite, informado de que o amigo entrara na casa referida, veio esperá-lo à saída. Dez, onze, meia-noite. Alguns minutos depois de zero hora, Rossi saiu calmo e o amigo abordou-º - Meu caro – advertiu Alves, sisudo _, não posso vê-lo reiteradamente neste lugar. Você é casado, pai de família e, além de tudo, carrega nos ombros a responsabilidade de mentor em nossa Casa. Nada podemos condenar, mas você não ignora que álcool e entorpecentes, aí dentro, andam em bica. Rossi coçou a cabeça num gesto característico e observou: - Não há nada. Estou apenas cumprindo um dever cristão. - Dever cristão? - Sim, a filha de um dos meus melhores amigos está freqüentando este circulo. Jovem inexperiente. Ave desprevenida em furna de lobos. Enganada por lamentável explorador de meninas, acreditou nele. Mas a batalha está quase ganha. Convidei-a a pensar. Há mais de um mês prossegue a luta. Hoje, porém, viu com os próprios olhos o logro...

Ir para a página:

WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Busca Google