Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Religião / Sabedoria do Evangelho - Vol. 7
Sabedoria do Evangelho - Vol. 7

Livro: Sabedoria do Evangelho - Vol. 7

Autor - Fonte: CARLOS TORRES PASTORINO

Ir para a página:

...Página 1 de 143 CARLOS TORRES PASTORINO Diplomado em Filosofia e Teologia pelo Colégio Internacional S. A. M. Zacarias, em Roma – Professor Catedrático no Colégio Militar do Rio de Janeiro e Docente no Colégio Pedro II do R. de Janeiro 7.º Volume Publicação da revista mensal SABEDORIA RIO DE JANEIRO, 1970 C. TORRES PASTORINO Página 2 de 143 SABEDORIA DO EVANGELHO Página 3 de 143 A CAMINHO DE JERUSALÉM Mat. 21:1-9 1. E quando se aproximavam de Jerusalém e chegaram a Betfagé, ao monte das Oliveiras, então Jesus enviou dois discípulos, 2. dizendo-lhes: \"Ide à aldeia que está diante de vós, e logo achareis uma jumenta presa e o jumentinho com ela; soltando(-os) trazei(- os) a mim. 3. E se alguém vos disser alguma coisa, dizeilhe que o Senhor tem necessidade deles; mas os devolverá logo\". 4. Isso aconteceu para que se cumprisse o dito por meio do profeta, que disse: 5. \"Dizei à filha de Sião, eis que vem a ti teu rei manso e montado num jumento, num jumentinho, filho de jumenta\". 6. Indo, pois, os discípulos e fazendo como lhes ordenara Jesus, 7. trouxeram a jumenta e o jumentinho e colocaram sobre eles as mantos e fizeram(-no) sentar sobre eles (sobre os mantos). 8. A grande multidão estendeu seus mantos na estrada, outros arrancavam ramos das árvores e os espalharam no caminho. 9. As turbas que o precediam e as que o seguiam gritavam, dizendo: \"Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor, hosana nas alturas\"...
Marc. 11:1-10 1. E quando se aproximavam de Jerusalém, de Betfagé e de Betânia, perto do monte das Oliveiras, envia dois de seus discípulos 2. e diz-lhes: \"Ide à aldeia que está diante de vós, e logo que entrardes nela achareis um jumentinho preso, sobre o qual nenhum homem jamais montou; soltai-o e trazei(-o). 3. E se alguém vos disser: \"Por que fazeis isso\"? Dizei: \"O Senhor tem necessidade dele, e logo o devolve de novo para cá\". 4. E foram e acharam o jumentinho preso à porta, do lado de fora, na rua, e o soltaram. 5. E alguns que lá estavam disseram-lhes: \"que fazeis, soltando o jumentinho\"? 6. Eles falaram como lhes disse Jesus, e os deixaram. 7. E trazem o jumentinho a Jesus e colocam sobre ele seus mantos e o fizeram montar. 8. E muitos estenderam na estrada seus mantos, e outros, ramagens colhidas nos campos. 9. E os que precediam e os que seguiam gritavam: \"Hosana!, Bendito o que vem em nome do Senhor! 10. Bendito o reino que vem de nosso pai David! Hosana nas alturas máximas\"! Luc. 19:29-40 29. E aconteceu, como se aproximasse de Betfagé e de Betânia, perto do monte chamado Olival, enviou dois de seus discípulos, 30. dizendo: \"Ide à aldeia em frente, entrando na qual achareis um jumentinho amarrado, sobre o qual nunca nenhum homem montou e soltando-o, trazei(-o). 31. E se alguém vos perguntar: \"Por que o soltais\"? Assim respondereis, que 32. \"O Senhor tem necessidade dele\". Partindo os enviados, acharam como lhes dissera. João 12:12-19 12. No dia seguinte, a grande multidão vinda para a festa, ouvindo que Jesus vem a Jerusalém, 13. apanhou ramos de palmeira e saiu a seu encontro e gritava: \"Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor e o rei de Israel\"!. 14. Tendo Jesus achado um jumentinho, montou nele como está escrito: 15. \"Não temas, filha de Sião, eis que vem teu rei montado num filho de jumenta\". 16. Isso não entenderam a princípio seus discíC. TORRES PASTORINO Página 4 de 143 33. Soltando eles o jumentinho, disseram-lhe seus donos: \"Por que soltais o jumentinho\"? 34. Responderam que \"O Senhor tem necessidade dele\". 35. E trouxeram-no a Jesus e colocando sobre ele seus mantos, fizeram Jesus montar sobre o jumentinho. 36. Caminhando ele, estendiam seus mantos na estrada. 37. Aproximando-se ele já da descida do monte das Oliveiras, começou toda a multidão dos discípulos a louvar jubilosa a Deus em alta voz, a respeito de toda a força que viram, 38. dizendo: \"Bendito o rei que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória nas alturas máximas\"! 39. E alguns dos fariseus dentre a turba disseram- lhe: \"Mestre, modera teus discípulos\". 40. E respondendo, falou: \"Digo-vos que, se estes silenciarem, as pedras gritarão\". pulos, mas quando Jesus se transubstanciou, então se lembraram de que isso estava escrito sobre ele e, do que haviam feito. 17. Então a multidão que estava com ele, quando chamara Lá...
charam como lhes dissera. João 12:12-19 12. No dia seguinte, a grande multidão vinda para a festa, ouvindo que Jesus vem a Jerusalém, 13. apanhou ramos de palmeira e saiu a seu encontro e gritava: \"Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor e o rei de Israel\"!. 14. Tendo Jesus achado um jumentinho, montou nele como está escrito: 15. \"Não temas, filha de Sião, eis que vem teu rei montado num filho de jumenta\". 16. Isso não entenderam a princípio seus discíC. TORRES PASTORINO Página 4 de 143 33. Soltando eles o jumentinho, disseram-lhe seus donos: \"Por que soltais o jumentinho\"? 34. Responderam que \"O Senhor tem necessidade dele\". 35. E trouxeram-no a Jesus e colocando sobre ele seus mantos, fizeram Jesus montar sobre o jumentinho. 36. Caminhando ele, estendiam seus mantos na estrada. 37. Aproximando-se ele já da descida do monte das Oliveiras, começou toda a multidão dos discípulos a louvar jubilosa a Deus em alta voz, a respeito de toda a força que viram, 38. dizendo: \"Bendito o rei que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória nas alturas máximas\"! 39. E alguns dos fariseus dentre a turba disseram- lhe: \"Mestre, modera teus discípulos\". 40. E respondendo, falou: \"Digo-vos que, se estes silenciarem, as pedras gritarão\". pulos, mas quando Jesus se transubstanciou, então se lembraram de que isso estava escrito sobre ele e, do que haviam feito. 17. Então a multidão que estava com ele, quando chamara Lázaro do túmulo e o despertara dos mortos, testemunhava. 18. Por isso também saiu-lhe ao encontro a multidão, porque soubera ter ele feito o sinal. 19. Os fariseus, então, disseram entre si: \"Vede, não conseguis nada! Eis todo o mundo foi atrás dele\"! Quando Jesus e Seus discípulos se aproximavam de Jerusalém, após a longa viagem em que atravessaram a Galiléia, a Peréia, passando por Jericó, subindo o maciço da Judéia, atingindo Betânia, Betfagé e o Monte das Oliveiras, dá-se a cena que acabamos de ler. Interessante notar que a palavra Betfagé significa \"casa dos figos verdes\"; é derivada de Beith pa\'gê (por Beith Pa\'gin, já que paggâh, paggim quer dizer \"figo não-maduro\"). A cidade de Betfagé é unanimemente identificada hoje com a aldeia de et-Tour. Jesus envia dois de Seus discípulos, sem especificar quais, sabendo por antecedência o que encontrarão e o que lhes será objetado. Mateus anota que a cena é a realização da profecia que ele cita. A primeira frase: \"Dizei à filha de Sião\" é de Isaías (62:11), que João transforma em \"Não temas, filha de Sião\", traído pela memória, mas repetindo uma fórmula muito encontradiça no Antigo Testamento. O resto é tirado de Zacarias (9:9) que escreveu: \"eis que teu rei vem a ti; ele é justo e vitorioso, humilde e montado num jumento, num jumentinho filho de jumentas\" (al hamôr we al\'air bén\'athonôth). Mateus não se expressou bem em grego, não reproduzindo...
zaro do túmulo e o despertara dos mortos, testemunhava. 18. Por isso também saiu-lhe ao encontro a multidão, porque soubera ter ele feito o sinal. 19. Os fariseus, então, disseram entre si: \"Vede, não conseguis nada! Eis todo o mundo foi atrás dele\"! Quando Jesus e Seus discípulos se aproximavam de Jerusalém, após a longa viagem em que atravessaram a Galiléia, a Peréia, passando por Jericó, subindo o maciço da Judéia, atingindo Betânia, Betfagé e o Monte das Oliveiras, dá-se a cena que acabamos de ler. Interessante notar que a palavra Betfagé significa \"casa dos figos verdes\"; é derivada de Beith pa\'gê (por Beith Pa\'gin, já que paggâh, paggim quer dizer \"figo não-maduro\"). A cidade de Betfagé é unanimemente identificada hoje com a aldeia de et-Tour. Jesus envia dois de Seus discípulos, sem especificar quais, sabendo por antecedência o que encontrarão e o que lhes será objetado. Mateus anota que a cena é a realização da profecia que ele cita. A primeira frase: \"Dizei à filha de Sião\" é de Isaías (62:11), que João transforma em \"Não temas, filha de Sião\", traído pela memória, mas repetindo uma fórmula muito encontradiça no Antigo Testamento. O resto é tirado de Zacarias (9:9) que escreveu: \"eis que teu rei vem a ti; ele é justo e vitorioso, humilde e montado num jumento, num jumentinho filho de jumentas\" (al hamôr we al\'air bén\'athonôth). Mateus não se expressou bem em grego, não reproduzindo...

Ir para a página:

WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Busca Google