Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Espíritas / A Mediunidade Sem Lágrimas
A Mediunidade Sem Lágrimas

Livro: A Mediunidade Sem Lágrimas

Autor - Fonte: ELISEU RIGONATTI

Ir para a página:

...1 ELISEU RIGONATTI CONSELHOS OPORTUNOS As páginas que se vão ler tratam de um dom profundo do Espírito humano encarnado: o dom da mediunidade. Por meio dele entraremos em contato com os Espíritos, ou seja, com os desencarnados, aqueles que já, em corpo carnal, habitaram a Terra, conviveram conosco, e partiram para a pátria espiritual, invisível para nós. E como o explorador terreno que, antes de se aventurar a uma região desconhecida e que lhe compete explorar, aparelha-se com os petrechos e informações que lhe facilitem a tarefa, e o protejam dos riscos a que possa estar exposto, assim aquele que vai contatar-se com os Espíritos deve precaver-se contra os perigos a que se expõe. Posto que não sejam instrumentos materiais, são, contudo, de suma importância, e sem os quais poderá frustrar-se em sua tarefa. Os instrumentos a que nos referimos são: intelectuais, morais, espirituais, e materiais. Os instrumentos intelectuais resumem-se num só: o estudo. O estudo das obras básicas da Doutrina Espírita deve ser uma constante na vida do médium; Kardec, Delanne, Dénis, Bozzano, oferecem as bases reais do Espiritismo, a que se juntam atualmente as obras de novos autores, quer nacionais, quer estrangeiros através de excelentes traduções, e publicadas por editoras de alta responsabilidade. O estudo desenvolve no médium o discernimento, isto é, a capacidade de julgar. Os instrumentos morais consubstanciam-se na conduta do médium; uma...
conduta moralizada protege-o contra os Espíritos ignorantes e maldosos, que porventura procurem embaraçá-lo no desempenho de sua mediunidade, e fá-lo contar com o auxílio dos bons Espíritos. Onde quer que esteja, o médiun deve ser um exemplo de moralidade, porém, sem afetação. É importante que se livre de vícios, por menores que sejam. É essencial também que o médium não se engolfe demasiadamente na vida social. Uma vida social intensa poderá trazer-lhe perturbações, além de interferir em seus deveres espirituais. O instrumento espiritual de que o médium deve munir-se é a fé. Não a fé cega, fanática, que a nada conduz, nada ilumina, nada constrói; mas a fé raciocinada, a fé que não duvida, e não duvida porque sabe, e sabe porque estuda. Como diz Emanuel em seu livro 2 "Fonte Viva": "A fé, na essência, é aquele embrião de mostarda do ensinamento de Jesus que, em pleno crescimento, através da elevação pelo trabalho incessante, se converte no Reino Divino, onde a alma do crente passa a viver." E Kardec, em seu "O Evangelho segundo o Espiritismo", nos ensina: "A fé robusta nos confere a perseverança, a energia, e os recursos necessários para a vitória sobre os obstáculos, tanto nas pequenas, quanto nas grandes coisas." Por instrumentos materiais entendemos o trabalho do médium para ganhar honestamente o seu pão de cada dia, segundo sua profissão, evitando ambição excessiva, e desejos imoderados. Ao médium não é proibido lutar para ter mais e melhor, materialmente falando; entretanto se conseguir pouco, contentar-se com esse pouco; se for agraciado com riquezas, lembrar-se continuamente de que não é mais do que um mordomo dos bens do Senhor; evitará assim o peso das preocupações materiais, um tropeço ao bom desempenho mediúnico. De outras precauções que o médium deve tomar, falaremos no decorrer dos próximos capítulos. O AMOROSO APÊLO Venho eu, vosso Salvador e vosso Juiz. Venho, como outrora, aos filhos transviados da casa de Israel. Venho trazer a Verdade e dissipar as trevas. Escutai-me: o Espiritismo, como outrora a minha palavra, tem de lembrar aos materialistas que acima deles reina a imutável Verdade: o Deus bom, o Deus grande, que faz germinar a planta e que levanta as ondas. Revelei a doutrina divina. Como o ceifeiro, atei em feixes o bem esparso na humanidade e disse: — Vinde a mim vós todos que sofreis! Mas, ingratos, os homens se desviaram do caminho reto e largo que conduz ao reino de meu Pai e se perderam nas ásperas veredas da impiedade! Meu Pai não quer aniquilar a raça humana; quer, não mais por meio de profetas; não mais por meio de apóstolos, porém. que, ajudando-vos uns aos outros, mortos e vivos, isto é, mortos segundo a carne, porquanto a morte não existe, vos socorrais e que a voz dos que desencarnaram se faça ouvir, clamando-vos: - Orai e crede. A morte é a ressurreição. E a vida é a prova escolhida, d...
o é proibido lutar para ter mais e melhor, materialmente falando; entretanto se conseguir pouco, contentar-se com esse pouco; se for agraciado com riquezas, lembrar-se continuamente de que não é mais do que um mordomo dos bens do Senhor; evitará assim o peso das preocupações materiais, um tropeço ao bom desempenho mediúnico. De outras precauções que o médium deve tomar, falaremos no decorrer dos próximos capítulos. O AMOROSO APÊLO Venho eu, vosso Salvador e vosso Juiz. Venho, como outrora, aos filhos transviados da casa de Israel. Venho trazer a Verdade e dissipar as trevas. Escutai-me: o Espiritismo, como outrora a minha palavra, tem de lembrar aos materialistas que acima deles reina a imutável Verdade: o Deus bom, o Deus grande, que faz germinar a planta e que levanta as ondas. Revelei a doutrina divina. Como o ceifeiro, atei em feixes o bem esparso na humanidade e disse: — Vinde a mim vós todos que sofreis! Mas, ingratos, os homens se desviaram do caminho reto e largo que conduz ao reino de meu Pai e se perderam nas ásperas veredas da impiedade! Meu Pai não quer aniquilar a raça humana; quer, não mais por meio de profetas; não mais por meio de apóstolos, porém. que, ajudando-vos uns aos outros, mortos e vivos, isto é, mortos segundo a carne, porquanto a morte não existe, vos socorrais e que a voz dos que desencarnaram se faça ouvir, clamando-vos: - Orai e crede. A morte é a ressurreição. E a vida é a prova escolhida, durante a qual, cultivadas, vossas virtudes têm de crescer e de se desenvolver como o cedro. Crede nas vozes que vos respondem. São as próprias almas dos que evocais. Só muito raramente me comunico. Meus amigos, os que assistiram a minha vida e a minha morte, são os intérpretes divinos da vontade de meu Pai. Homens fracos que acreditais no erro de vossas inteligências obscuras, não apagueis o facho que a demência divina vos coloca nas mãos para clarear a estrada e reconduzir-vos, 3 filhos perdidos, ao regaço de vosso Pai! Em verdade vos digo: - Crede na diversidade, na multiplicidade dos espíritos que vos cercam; estou infinitamente tocado de compaixão pelas vossas misérias, pela vossa imensa fraqueza, para deixar de estender mão protetora aos infelizes transviados que, vendo o céu, caem no abismo do erro. Crede, amai, compreendei as verdades que vos são reveladas. Não mistureis o joio com o bom grão, os sistemas com as verdades! Espíritas, amai-vos, eis o primeiro ensino. Instruí-vos, eis o segundo. Todas as verdades se encontram no Cristianismo; são de origem humana os erros que nele se enraizaram. Eis que do além-túmulo que julgáveis o nada vos clamam vozes: - Irmãos, nada perece. Jesus Cristo é o vencedor do mal, sede os vencedores da impiedade!(1) (1) Esta mensagem foi inserida por Allan Kardec em O LIVRO DOS MEDIUNS, pág. 337, com uma nota e comentário sobre o autor espiritual da mesma. A COMUNICAÇÃO ENTRE OS ENCA...
urante a qual, cultivadas, vossas virtudes têm de crescer e de se desenvolver como o cedro. Crede nas vozes que vos respondem. São as próprias almas dos que evocais. Só muito raramente me comunico. Meus amigos, os que assistiram a minha vida e a minha morte, são os intérpretes divinos da vontade de meu Pai. Homens fracos que acreditais no erro de vossas inteligências obscuras, não apagueis o facho que a demência divina vos coloca nas mãos para clarear a estrada e reconduzir-vos, 3 filhos perdidos, ao regaço de vosso Pai! Em verdade vos digo: - Crede na diversidade, na multiplicidade dos espíritos que vos cercam; estou infinitamente tocado de compaixão pelas vossas misérias, pela vossa imensa fraqueza, para deixar de estender mão protetora aos infelizes transviados que, vendo o céu, caem no abismo do erro. Crede, amai, compreendei as verdades que vos são reveladas. Não mistureis o joio com o bom grão, os sistemas com as verdades! Espíritas, amai-vos, eis o primeiro ensino. Instruí-vos, eis o segundo. Todas as verdades se encontram no Cristianismo; são de origem humana os erros que nele se enraizaram. Eis que do além-túmulo que julgáveis o nada vos clamam vozes: - Irmãos, nada perece. Jesus Cristo é o vencedor do mal, sede os vencedores da impiedade!(1) (1) Esta mensagem foi inserida por Allan Kardec em O LIVRO DOS MEDIUNS, pág. 337, com uma nota e comentário sobre o autor espiritual da mesma. A COMUNICAÇÃO ENTRE OS ENCA...

Ir para a página:

WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Busca Google