Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: É O FIM DO MUNDO OU O COMEÇO

Você está em: Página inicial / Espiritismo / Roustaing
Roustaing

Livro: Roustaing

Autor - Fonte: Krishnamurti de Carvalho Dias

Ir para a página:

...PENSE - Pensamento Social Espírita VITÓRIA OUTUBRO - 2000 REVISÃO Krishnamurti de Carvalho Dias PROJETO GRÁfICO E EDITO RAÇÃO Gráfica !ta FOTOS Angela Raphaela Martins Vago CAPA Cristiana de Souza IMPRESSÃO Gráfica Ita 1\" Edição - 1.500 exemplares © Krishnamurti de Carvalho Dias, 2000 Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, por qualquer meio, seja total ou parcial, constitui \\ciolação da Lei 5.988. Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 3 A renda desta obra, será revertida cm benefício do Projeto Impacto, de responsabilidade pessoal do autor. PROJETO IMPACTO Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 4 Aos meus caros irmãos Gustavo, Otávio e Othelo, com carinho Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 5 Telas de Elizabeth da Costa Viana, artista plástica capixaba, gentilmente autorizada por ela sua inclusão nesta obra. Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 6 N nfícius ih1isfóricus . Ele dividiu a história em AC e De, e a humanzdade em cristãos e não cristãos . Jesus . mas deixou polémicas - teria vú\'ido carnalmente? . Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 7 Maria . A Igreja diZ que sim, no seu dogma de \"o verbo se fez carne \'; só que esse corpo foi sobrenatural, mila...
roso, pois sua concepção não foi a biológica, mas a \"Imaculada Conceição da Virgem Maria\" . Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 8 . Essa questão é totalmente sem sentido no meio espínja. Quem a introdllziu foi ROUSTAI1\\\'C; Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 9 Um Estudo Desapaixonado Um livro gostoso de se ler. A leitura fluente e agradável já se tornou a marca registrada do escritor espírita Krishnamurti de Carvalho Dias (1930-2001), que nos brinda com um estudo muito interessante sobre a controvertida obra Os Quatro Evangelhos, organizada pelo advogado de Bordéus, França, Jean-Baptiste Roustaing (1805-1879), contemporâneo do fundador do Espiritismo, Allan Kardec (1804-1869). Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 10 Trata-se de uma reflexão lúcida e isenta da costumeira paixão que acomete os detratores do roustainguismo. Logo de início o autor avisa: “Caro leitor, se você está pensando que vou desancar Roustaing, esqueça. Tenho pelo ilustre confrade até um bom conceito e não iria desrespeitá-lo aqui.” Autores que se debruçaram sobre o polêmico tema, quase sem exceção, o fizeram de forma muitas vezes intransigente, desqualificando a obra do advogado de Bordéus, de forma panfletária e sem perceber, amiúde, que por detrás da tese do corpo fluídico de Jesus, se esconde um conjunto de concepções voltadas para uma visão religiosista do Espiritismo. Apoiado em novas descobertas científicas, notadamente nos avanços da física quântica, Krishnamurti dá mostras de sua vasta cultura enciclopédica e linguística na fundamentação de seus argumentos, sem cair no campo da seriedade sisuda e academicista. Ao contrário, mesmo manejando conceitos nem sempre acessíveis ao vulgo, o autor de O Laço e o Culto consegue dar um escopo agradável ao texto, deixando o leitor ansioso e bastante curioso com o desenrolar de suas reflexões. Krishnamurti de Carvalho Dias foi um dos maiores conhecedores da obra de Rivail, como gostava de chamar o fundador do Espiritismo, Allan Kardec. Sem beirar a ortodoxia, o autor refuta as teses de Jean- Baptiste Roustaing, evitando partir para a polêmica estéril e eruditosa. “Se não sou antirroustainguista hidrófobo, também não sou nenhum macarthista kardecista, brandindo tacapes e cacetes para sustentar partidos. Nada disso. Este vai ser um desapaixonado e Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 11 isento estudo do que se chama de roustainguismo e das relações que esse ismo, inegavelmente um ismo espírita, efetivamente tem com o Espiritismo.” Portanto, prepare-se leitor para o estudo de uma obra lúcida, rica em informações, conceitos e muito agradável de se ler. Boa leitura! Eugenio Lara Editor do PENSE - Pensamento Social Espírita Janeiro de 20...
concepções voltadas para uma visão religiosista do Espiritismo. Apoiado em novas descobertas científicas, notadamente nos avanços da física quântica, Krishnamurti dá mostras de sua vasta cultura enciclopédica e linguística na fundamentação de seus argumentos, sem cair no campo da seriedade sisuda e academicista. Ao contrário, mesmo manejando conceitos nem sempre acessíveis ao vulgo, o autor de O Laço e o Culto consegue dar um escopo agradável ao texto, deixando o leitor ansioso e bastante curioso com o desenrolar de suas reflexões. Krishnamurti de Carvalho Dias foi um dos maiores conhecedores da obra de Rivail, como gostava de chamar o fundador do Espiritismo, Allan Kardec. Sem beirar a ortodoxia, o autor refuta as teses de Jean- Baptiste Roustaing, evitando partir para a polêmica estéril e eruditosa. “Se não sou antirroustainguista hidrófobo, também não sou nenhum macarthista kardecista, brandindo tacapes e cacetes para sustentar partidos. Nada disso. Este vai ser um desapaixonado e Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 11 isento estudo do que se chama de roustainguismo e das relações que esse ismo, inegavelmente um ismo espírita, efetivamente tem com o Espiritismo.” Portanto, prepare-se leitor para o estudo de uma obra lúcida, rica em informações, conceitos e muito agradável de se ler. Boa leitura! Eugenio Lara Editor do PENSE - Pensamento Social Espírita Janeiro de 2011. Texto adaptado e publicado originalmente no jornal de cultura espírita Abertura, janeiro/fevereiro de 2001, Santos-SP. Digitalização: PENSE - Pensamento Social Espírita www.viasantos.com/pense Janeiro de 2011. Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 12 itnusfaiug INTRODUÇÃO Muito se tem dito e escrito sobre Roustaing e o dissenso que ele introduziu, como que um rio de tinta escorrendo em um leito de milhares de folhas de papel, expressando os prós e contras, tudo o que pensa e sente um e outro dos dois partidos contraditórios que irremediavelmente se formaram no seio da comunidade, por causa de Roustaing. Tenho dentro de mim, sinto isso de modo fortíssimo, algum compromisso com o exame público, desassombrado, dessa questão tão nevrálgica. Não sei porque mas sinto-me, de algum modo que ignoro claramente qual seja, compromissado com esse deslindamento da questão: sinto que acho-me em condições de intervir nesse debate de modo útil, proveitoso, exitoso. Acho isso porque na verdade o que está em jogo, em enfrentamento nessa pendência toda, não é exatamente o corpo fluídico de Jesus, não. Essa questão, na verdade uma questiúncula ridiculamente sem importância, é apenas um pretexto e uma fachada para esconder a verdadeira razão de os litigantes duelarem. O que está em jogo é, sim, a questão religiosa, é o religiosismo, a religiosice, a religiosidade. Essa é a razão Rousta...
11. Texto adaptado e publicado originalmente no jornal de cultura espírita Abertura, janeiro/fevereiro de 2001, Santos-SP. Digitalização: PENSE - Pensamento Social Espírita www.viasantos.com/pense Janeiro de 2011. Roustaing - Krishnamurti de Carvalho Dias PENSE - Pensamento Social Espírita 12 itnusfaiug INTRODUÇÃO Muito se tem dito e escrito sobre Roustaing e o dissenso que ele introduziu, como que um rio de tinta escorrendo em um leito de milhares de folhas de papel, expressando os prós e contras, tudo o que pensa e sente um e outro dos dois partidos contraditórios que irremediavelmente se formaram no seio da comunidade, por causa de Roustaing. Tenho dentro de mim, sinto isso de modo fortíssimo, algum compromisso com o exame público, desassombrado, dessa questão tão nevrálgica. Não sei porque mas sinto-me, de algum modo que ignoro claramente qual seja, compromissado com esse deslindamento da questão: sinto que acho-me em condições de intervir nesse debate de modo útil, proveitoso, exitoso. Acho isso porque na verdade o que está em jogo, em enfrentamento nessa pendência toda, não é exatamente o corpo fluídico de Jesus, não. Essa questão, na verdade uma questiúncula ridiculamente sem importância, é apenas um pretexto e uma fachada para esconder a verdadeira razão de os litigantes duelarem. O que está em jogo é, sim, a questão religiosa, é o religiosismo, a religiosice, a religiosidade. Essa é a razão Rousta...

Ir para a página:

WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Busca Google