Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Espiritismo / Três batinas e uma cama
Três batinas e uma cama

Livro: Três batinas e uma cama

Autor - Fonte: Percival Tadeu Figueiredo

Ir para a página:

...Percival Tadeu Figueiredo PERSONAGENS: - EUGÊNIO - Seminarista - PAULO - Seminarista - GESUS - Seminarista AUTOR: PERCIVAL TADEU FIGUEIREDO Percival Tadeu Figueiredo percivaltf@yahoo.com.br - A história se passa em um retiro seminarista, que se dedica à preparação de novos religiosos. Três jovens seminaristas se encontram no quarto de um deles. - Gesus e Eugênio estão sentados na cama, quando Paulo entra, nervoso e afobado. PAULO - Eu não acredito ! - Eugênio levanta-se assustado. GESUS - O que foi Paulo ? EUGÊNIO - (Dá um suave tapa no ar) Ai Paulo, você me assustou! PAULO - Eugênia como você pôde fazer isso? (olhando para Eugênio). EUGÊNIO - (Coloca as mãos na cintura) Fazer o quê? GESUS - (Apóia-se sobre os braços inclinando o corpo para trás) Não sei o que você fez, mas quando Paulo começa a falar com sotaque e a te chamar (fala com voz fina e ironicamente) de Eugênia, a coisa não está boa. PAULO - (Passa por Eugênio e começa a falar, dirigindo-se diretamente à Gesus) Imagine você, que esta besta (faz o sinal da cruz e corrige-se) que o Eugênio escreveu para o nosso superior solicitando uma sauna aqui para o seminário. - Eugênio baixa a cabeça e coloca a mão sobre a boca, deixando-se cair sentado sobre a cama. GESUS - (Levantando seu tronco e virando-se para Eugênio) Você escreveu para o padre diretor? - Eugênio levanta a cabeça e balança rapidamente, negando. GESUS - (Indignado) Você não vai me dizer qu...
escreveu para o Bispo? - Eugênio e Paulo balançam a cabeça negando. GESUS - (Boquiaberto tenta novamente) O Arcebispo?! - Eugênio faz um rápido e curto movimento de cabeça, negando. PAULO - Não adianta. Você não vai conseguir acreditar, como eu até agora não acredito. GESUS - (Levanta-se agitadíssimo e interrompe Paulo). Para com esse suspense e me diga logo para quem esta besta (faz o sinal da cruz e corrige-se) que o Eugênio escreveu. -Eugênio vira o rosto com cara de desprezo, fazendo bico. Percival Tadeu Figueiredo percivaltf@yahoo.com.br -Paulo sem nada dizer aponta com o indicador para cima. GESUS - (Põe a mão na testa nervosamente) Você escreveu pa. pa. (gaguejando). - Eugênio balança a cabeça afirmativamente, antes que Gesus termine de falar. GESUS - Como você Pôde ? (deixando-se cair sentado sobre a cama). EUGÊNIO - (Levanta-se, cheio de trejeitos e bicos, ameaçando choro). Eu só estava pensando na gente, eu achei que seria bom para todos se nós tivéssemos uma sauna. (anda pelo quarto). Imaginem só (suspira ) todo mundo igualzinho Adão e num lugar bem quentinho. PAULO - (Sentando-se) Você sabe que essa sua bich. , esse seu jeitinho (desmunheca), fez com a gente? EUGÊNIO - Ah ! No máximo ele negou. (aproximando-se dos amigos). PAULO - Ram ! (inconformado) Se fosse isso estava bom. Eu soube de fontes seguras que o (aponta com o indicador para cima) ficou indignado com seu pedido e que disse, que não pode manter um lugar que dá esse tipo de formação a seus seminaristas. Você sabe o que isso significa ? (olhando para Eugênio). - Eugênio balança a cabeça negativamente e senta-se. GESUS - (Impaciente) Para de enrolar e diz logo o que aconteceu Paulo. PAULO - Mas eu já disse. Por causa (aponta para Eugênio, procurando adjetivos) dessa. dessa. por causa do Eugênio, nós não recebemos mais um tostão e eu acho que nós devemos nos considerar com sorte (levanta-se) pelo (aponta o indicador para cima, andando pelo quarto) não nos desligar totalmente, sem nos dar o direito nem de nos considerar um seminário. - Eugênio limpa as unhas e olha de canto de olhos para Paulo. GESUS - Não estou entendendo nada. Nosso seminário vai ser desativado ou não ? PAULO - Desativado não, mas nós não receberemos verba nenhuma, nem para a sauna, (fala debochadamente, olhando para Eugênio ) nem para nada, o que significa que não teremos nem o que comer. GESUS - Quer dizer que ele não nos desligou, mas nós vamos ter que fechar de qualquer jeito. PAULO - (Desanimado) Exatamente. EUGÊNIO - (Pára de limpar as unhas) nada disso! PAULO e GESUS - Nada disso como (param e olham-se) Eugênio? Percival Tadeu Figueiredo percivaltf@yahoo.com.br EUGÊNIO - (Aproxima-se da cama) nós só temos que arranjar dinheiro. PAULO - (Nervoso) Não fala besteira Eugênio, você sabe muito bem que as finanças do nosso seminário, assim como de qualquer outro seminário no mundo, não são da conta de seu...
que dá esse tipo de formação a seus seminaristas. Você sabe o que isso significa ? (olhando para Eugênio). - Eugênio balança a cabeça negativamente e senta-se. GESUS - (Impaciente) Para de enrolar e diz logo o que aconteceu Paulo. PAULO - Mas eu já disse. Por causa (aponta para Eugênio, procurando adjetivos) dessa. dessa. por causa do Eugênio, nós não recebemos mais um tostão e eu acho que nós devemos nos considerar com sorte (levanta-se) pelo (aponta o indicador para cima, andando pelo quarto) não nos desligar totalmente, sem nos dar o direito nem de nos considerar um seminário. - Eugênio limpa as unhas e olha de canto de olhos para Paulo. GESUS - Não estou entendendo nada. Nosso seminário vai ser desativado ou não ? PAULO - Desativado não, mas nós não receberemos verba nenhuma, nem para a sauna, (fala debochadamente, olhando para Eugênio ) nem para nada, o que significa que não teremos nem o que comer. GESUS - Quer dizer que ele não nos desligou, mas nós vamos ter que fechar de qualquer jeito. PAULO - (Desanimado) Exatamente. EUGÊNIO - (Pára de limpar as unhas) nada disso! PAULO e GESUS - Nada disso como (param e olham-se) Eugênio? Percival Tadeu Figueiredo percivaltf@yahoo.com.br EUGÊNIO - (Aproxima-se da cama) nós só temos que arranjar dinheiro. PAULO - (Nervoso) Não fala besteira Eugênio, você sabe muito bem que as finanças do nosso seminário, assim como de qualquer outro seminário no mundo, não são da conta de seus seminaristas. A nossa função é apenas nos dedicar a nossa formação, e tem mais, eu fiquei sabendo disso por acaso. EUGÊNIO - Sei, por acaso. Por um acaso você estava passando e sua orelha grudou numa porta. (irônico). -Paulo ameaça bater em Eugênio, Gesus entra entre eles. PAULO - Se eu não tivesse ouvido, por acaso (frisando por acaso), nós só saberíamos que o seminário ia fechar, as vésperas do fechamento. EUGÊNIO - Mas o fato de nós não termos nada com o administrativo do seminário, não impede que nós façamos algo para impedir que feche. GESUS - Ah é ? E como ? EUGÊNIO - (Olha para a platéia, olha para os amigos, põe a mão no queixo, respira fundo e deixa-se cair sentado na cama estendendo as mãos ao mesmo tempo em que diz) Não sei. - Paulo e Gesus sentam-se junto ao amigo. Os três ficam em silêncio com ar pensativo. GESUS - (Olha para Paulo) é difícil admitir, mas eu acho que o Eugênio tem razão. Nós temos que arranjar dinheiro. PAULO - (Levanta a cabeça, olha para Gesus e concorda balançando a cabaça, meio a contra gosto) Tudo bem, mas como é que nós vamos fazer para ganhar dinheiro? GESUS - Vamos pensar . veja bem . Nós somos jovens e inteligentes. Tem muita gente por aí que ganha muito dinheiro e não tem nada na cabeça. EUGÊNIO - Isso é verdade. PAULO - (Levanta-se) Então vamos pensar. - Eugênio e Gesus levantam-se decididos, juntamente com Paulo e começam a andar, pensativos. EUGÊNIO - (Após alguns...
s seminaristas. A nossa função é apenas nos dedicar a nossa formação, e tem mais, eu fiquei sabendo disso por acaso. EUGÊNIO - Sei, por acaso. Por um acaso você estava passando e sua orelha grudou numa porta. (irônico). -Paulo ameaça bater em Eugênio, Gesus entra entre eles. PAULO - Se eu não tivesse ouvido, por acaso (frisando por acaso), nós só saberíamos que o seminário ia fechar, as vésperas do fechamento. EUGÊNIO - Mas o fato de nós não termos nada com o administrativo do seminário, não impede que nós façamos algo para impedir que feche. GESUS - Ah é ? E como ? EUGÊNIO - (Olha para a platéia, olha para os amigos, põe a mão no queixo, respira fundo e deixa-se cair sentado na cama estendendo as mãos ao mesmo tempo em que diz) Não sei. - Paulo e Gesus sentam-se junto ao amigo. Os três ficam em silêncio com ar pensativo. GESUS - (Olha para Paulo) é difícil admitir, mas eu acho que o Eugênio tem razão. Nós temos que arranjar dinheiro. PAULO - (Levanta a cabeça, olha para Gesus e concorda balançando a cabaça, meio a contra gosto) Tudo bem, mas como é que nós vamos fazer para ganhar dinheiro? GESUS - Vamos pensar . veja bem . Nós somos jovens e inteligentes. Tem muita gente por aí que ganha muito dinheiro e não tem nada na cabeça. EUGÊNIO - Isso é verdade. PAULO - (Levanta-se) Então vamos pensar. - Eugênio e Gesus levantam-se decididos, juntamente com Paulo e começam a andar, pensativos. EUGÊNIO - (Após alguns...

Ir para a página:

WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Busca Google