Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Espíritas / A Alegria de uma família cheia da Palavra
A Alegria de uma família cheia da Palavra

Livro: A Alegria de uma família cheia da Palavra

Autor - Fonte: Dr. John Barnett

Ir para a página:

...Não tenho maior alegria do que esta, a de ouvir que meus filhos andam na verdade. 3 João 4 Dr. John Barnett Prefácio por John MacArthur Julho de 2006 FCP Página 2 A menos que seja indicado o contrário, todos os versículos são citados da versão de Almeida, Revista e Atualizada, 2ª Edição. Todo esforço foi feito no sentido de reconhecer as fontes usadas e citadas. Se você encontrar qualquer citação não documentada, por favor, deixe-nos saber através do e-mail wffedits@dtbm.org e nós procuraremos corrigir. • Uma cópia eletrônica deste livro está disponível para download em formato PDF. O download de MP3’s do autor ensinando estes capítulos também se encontra disponível. Ambos podem ser encontrados online em www.dtbm.org. • CDs de áudio e fitas cassetes estão disponíveis para cada lição desta série, assim como um CD de MP3’s do estudo inteiro. As fitas e os CDs de áudio custam $3.00 incluindo a postagem dos correios. O CD com MP3 e Livro Eletrônico (Ebook) é gratuito se você pagar as despesas de envio ao custo de $4.95. Para adquirir qualquer um destes materiais, envie um e-mail para wordfilledfamily@dtbm.org DEDICATÓRIA: Este livro é dedicado de todo o coração à única pessoa em todo o mundo com quem eu gostaria de passar cada instante – minha amada esposa Bonnie, a esposa de minha juventude, aquela que vive Cristo a cada dia. A lei da bondade nos seus lábios tem moldado as vidas de nossos oito precio...
os filhos, que crescem ao redor de nossa mesa. Como seu grato esposo, eu a louvo aqui “de público” (Provérbios 31.31) por todas as maneiras maravilhosas que ela retrata Cristo para mim e para nossa família – eu agradeço ao meu Deus por cada lembrança sua, minha querida! Agradecimentos especiais à equipe de edição: a Bonnie, que digitou dia e noite, editou incontáveis versões, sentou e capturou todos os meus pensamentos no papel – e permaneceu comigo na longa espera de transformar tudo isso num livro; Doreen Claggett por trabalhar nisto conosco desde os primeiros dias, por todas as suas orações e trabalho de edição; Duke & Annie Weir por inspirar-nos e encorajar-nos para realmente sentar e escrever um livro – nós não teríamos conseguido sem eles; e ao nosso exército de fiéis voluntários que editaram, digitaram, transcreveram e ajudaram este livro através de todos os seus estágios: Renee Gilligan, Julie Wright, Susan Randall, Doris Clatfelter, Terri Jo Maltsberger, Travis Julho de 2006 FCP Página 3 Jones, Randy e Kay Watson, Brian e Susanna Fitzgerald. E, finalmente, muito obrigado aos preciosos presbíteros e santos de Tulsa Bible Church que tão responsivamente ouviram, ferventemente oraram e graciosamente receberam estas palavras como minhas exortações semanais do púlpito. Julho de 2006 FCP Página 4 Prefácio É claro que a família, como uma instituição, está com um sério problema. Nos anos 60, a sociedade popular abertamente declarou guerra aos ideais históricos do lar e da família. A rebelião foi repentinamente canonizada como uma virtude; o divórcio foi desestigmatizado; e a posição da mãe que fica em casa começou a ser caricaturado como descuidado e servil. Desde então, a sociedade tem rápida e imprudentemente adotado os novos valores, filosofias educacionais e até mesmo regulamentos do governo que são hostis à família. A mídia popular (incluindo filmes, música, rádio, televisão, e até mesmo a mídia de notícias) tem agressivamente tentado normalizar tudo o que é aberrante e celebrar tudo o que é disfuncional na cultura moderna enquanto rebaixa a própria noção de famílias fortes e bem íntimas. A tolerância de nossa sociedade para com o aborto, a homossexualidade, pornografia e outros males apenas têm arruinado mais ainda a base moral da vida familiar. Naturalmente, as famílias estão se desintegrando rapidamente. Esta é uma séria ameaça a toda a civilização, porque a família nuclear (consistindo de pai, mãe e filhos) é a unidade social mais básica e, portanto, o exato fundamento da própria sociedade. Destrua os laços que unem as famílias e a comunidade de forma geral se desintegrará. E isso está acontecendo diante de nossos olhos. É claro, muitos líderes de igrejas e leigos cristãos entendem que a desintegração da família é um dos maiores desafios que a igreja enfrenta em nossa geração. Existe uma multid...
pular abertamente declarou guerra aos ideais históricos do lar e da família. A rebelião foi repentinamente canonizada como uma virtude; o divórcio foi desestigmatizado; e a posição da mãe que fica em casa começou a ser caricaturado como descuidado e servil. Desde então, a sociedade tem rápida e imprudentemente adotado os novos valores, filosofias educacionais e até mesmo regulamentos do governo que são hostis à família. A mídia popular (incluindo filmes, música, rádio, televisão, e até mesmo a mídia de notícias) tem agressivamente tentado normalizar tudo o que é aberrante e celebrar tudo o que é disfuncional na cultura moderna enquanto rebaixa a própria noção de famílias fortes e bem íntimas. A tolerância de nossa sociedade para com o aborto, a homossexualidade, pornografia e outros males apenas têm arruinado mais ainda a base moral da vida familiar. Naturalmente, as famílias estão se desintegrando rapidamente. Esta é uma séria ameaça a toda a civilização, porque a família nuclear (consistindo de pai, mãe e filhos) é a unidade social mais básica e, portanto, o exato fundamento da própria sociedade. Destrua os laços que unem as famílias e a comunidade de forma geral se desintegrará. E isso está acontecendo diante de nossos olhos. É claro, muitos líderes de igrejas e leigos cristãos entendem que a desintegração da família é um dos maiores desafios que a igreja enfrenta em nossa geração. Existe uma multidão de ministérios de mídia evangélica, publicadores cristãos, organizações para-eclesiásticas e programas para pais cujo propósito principal é contra-atacar as tendências culturais que ameaçam a família. Alguns esperam resolver o problema por meios políticos e legislativos. Outros pensam que a melhor maneira de influenciar a cultura é através da arte, mídia e educação. E ainda outros parecem crer num cuidadoso treinamento em técnicas de criar filhos e que as mães e pais precisam de mais métodos de disciplina, sistemas para ensinar responsabilidade aos garotos e de programas detalhados de educação dos filhos para ajudar aos pais que não têm a mínima idéia de como resolver os problemas. Todas estas coisas são boas e úteis na medida apropriada. Mas em seu perceptivo livro, o Dr. John Barnnet relembra-nos que a melhor e mais importante maneira que os cristãos devem buscar para reagir às tendências de uma sociedade hostil à família é fazendo da Palavra de Deus o centro e o foco de sua própria vida familiar. O mais profundo e duradouro impacto que nós podemos fazer na sociedade começa com o fortalecimento de nossas próprias famílias e a única maneira duradoura e efetiva de fazermos isso é dar à Palavra de Deus seu lugar de direito no centro da família. Julho de 2006 FCP Página 5 Afinal de contas, quando Deus esboçou Seu plano para as famílias de Israel, esta era a essência inteira de Seu projeto para a criação de...
o de ministérios de mídia evangélica, publicadores cristãos, organizações para-eclesiásticas e programas para pais cujo propósito principal é contra-atacar as tendências culturais que ameaçam a família. Alguns esperam resolver o problema por meios políticos e legislativos. Outros pensam que a melhor maneira de influenciar a cultura é através da arte, mídia e educação. E ainda outros parecem crer num cuidadoso treinamento em técnicas de criar filhos e que as mães e pais precisam de mais métodos de disciplina, sistemas para ensinar responsabilidade aos garotos e de programas detalhados de educação dos filhos para ajudar aos pais que não têm a mínima idéia de como resolver os problemas. Todas estas coisas são boas e úteis na medida apropriada. Mas em seu perceptivo livro, o Dr. John Barnnet relembra-nos que a melhor e mais importante maneira que os cristãos devem buscar para reagir às tendências de uma sociedade hostil à família é fazendo da Palavra de Deus o centro e o foco de sua própria vida familiar. O mais profundo e duradouro impacto que nós podemos fazer na sociedade começa com o fortalecimento de nossas próprias famílias e a única maneira duradoura e efetiva de fazermos isso é dar à Palavra de Deus seu lugar de direito no centro da família. Julho de 2006 FCP Página 5 Afinal de contas, quando Deus esboçou Seu plano para as famílias de Israel, esta era a essência inteira de Seu projeto para a criação de...

Ir para a página:

WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Busca Google