Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / De Autoajuda / A Arte do Engano
A Arte do Engano

Livro: A Arte do Engano

Autor - Fonte: Barbara Dunlop

Ir para a página:

...Alto, charmoso e determinado! Ganhar dinheiro era fácil para o milionário Jared Ryder. Apesar de ter um estilo de vida caótico, ele ia para seu rancho em Montana sempre que possível. Lá, uma nova ajudante o fez pensar em unir negócios e prazer. Melissa Warner certamente não tinha muitas habilidades para trabalhar em um rancho. Mas sua beleza era cativante demais para ser ignorada, e Jared estava pronto para respeitar os direitos dela. No entanto, mesmo no calor da paixão, ele suspeitava de que Melissa tinha um segredo. E que os céus a ajudassem se ele descobrisse que ela estava mentindo, pois não havia nada mais perigoso do que a vingança de um Ryder! Querida leitora, O jogo favorito de Jared Ryder era aquele em que pu¬desse sempre sair vencedor. Por isso, decidiu que Melissa Warner, a nova funcionária de seu rancho, estava destina-da a ser sua amante. Ela, porém, guardava um segredo. Era uma repórter em busca de um furo jornalístico. Agora, embora estivesse apaixonada por Jared, o faro dele não o enganava: ela tinha um mistério, e ele ira desvendá-lo a qualquer custo! Equipe Editorial Harlequin Books Tradução Wilma Fernandes HARLEQUIN B O O K S 2011 PUBLICADO SOB ACORDO COM HARLEQUIN ENTERPRISES II B.V./S.à.r.l. Todos os direitos reservados. Proibidos a reprodução, o armazenamento ou a transmissão, no todo ou em parte. Todos os personagens desta obra são fictícios. Qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas é mera co...
ncidência. Título original: SEDUCTION AND THE CEO Copyright @ 2010 by Barbara Dunlop Originalmente publicado em 2010 por Silhouette Desire Arte-fmal de capa: núcleo i designers associados Editoração Eletrônica: ABREITS SYSTEM Tel.: (55 XX 21) 2220-3654 / 2524-8037 Impressão: RR DONNELLEY Tel.: (55 XX 11) 2148-3500 www.rrdonnelley.com.br Distribuição exclusiva para bancas de jornais e revistas de todo o Brasil: Fernando Chinaglia Distribuidora S/A Rua Teodoro da Silva, 907 Grajaú, Rio de Janeiro, RJ — 20563-900 Para solicitar edições antigas, entre em contato com o DISK BANCAS: (55 XX 11)2195-3186/2195-3185/2195-3182 Editora HR Ltda. Rua Argentina, 171,4° andar São Cristóvão, Rio de Janeiro, RJ — 20921-380 Correspondência para: Caixa Postal 8516 Rio de Janeiro, RJ — 20220-971 Aos cuidados de Virgínia Rivera virginia.rivera@harlequinbooks.com.br CAPÍTULO UM O jornalista Brandon Langard, favorito para receber a promoção para colunista oficial da Windy City Buzz, ha¬via falhado na tentativa de conseguir uma entrevista com Jared Ryder. Melissa Warner, assim como o restante dos funcioná¬rios que trabalhavam no sexto andar do prédio onde fun¬cionava a famosa revista, assistiam com mórbido fascínio à explosão de nervos do editor-geral. A sala dele estava com a porta trancada, mas através da janela envidraçada era possível perceber que Seth Strickland estava gritando, a se deduzir pelas faces coradas de raiva e pelos olhos faiscando com fúria. Brandon permanecia cabisbaixo e os ombros encolhidos. — Nós até já havíamos diagramado a capa da revis¬ta — revelou num sussurro a diretora do departamento fotográfico, Susan Alaric, através da divisória baixa que separava a mesa dela da de Melissa. — Isso porque Brandon jurou que a entrevista seria uma barbada — falou Melissa recordando a arrogância com que ele anunciara, na semana anterior, a facilidade que seria conseguir o cargo de colunista oficial com aque¬la entrevista. — A arrogância de Brandon não é surpresa para nin¬guém — opinou Susan. — Mas eu tinha certeza de que ele conseguiria o cargo. Melissa concordou com um gesto de cabeça. Tinha de admitir que, apesar de Brandon ter um comportamento ar¬rogante e atrevido, também era um dos melhores e mais dedicados jornalistas da Buzz. E todos acreditavam que ele seria o mais apto a conseguir a promoção para colu¬nista oficial após escrever um artigo com o esquivo e mais famoso empresário de Chicago, que havia feito fortuna no mercado imobiliário. O público feminino aguardava ansioso pela publicação da revista que revelaria aspectos da vida de Jared Ryder, o milionário solteirão mais cobiçado do momento. Seth gesticulava com os braços no ar e, por um instante, o som de algumas palavras ditas em voz alta conseguiram ultrapassar os limites da porta do gabinete do editor-geral. — Você não passa de um presunçoso incompetente... —...
va e pelos olhos faiscando com fúria. Brandon permanecia cabisbaixo e os ombros encolhidos. — Nós até já havíamos diagramado a capa da revis¬ta — revelou num sussurro a diretora do departamento fotográfico, Susan Alaric, através da divisória baixa que separava a mesa dela da de Melissa. — Isso porque Brandon jurou que a entrevista seria uma barbada — falou Melissa recordando a arrogância com que ele anunciara, na semana anterior, a facilidade que seria conseguir o cargo de colunista oficial com aque¬la entrevista. — A arrogância de Brandon não é surpresa para nin¬guém — opinou Susan. — Mas eu tinha certeza de que ele conseguiria o cargo. Melissa concordou com um gesto de cabeça. Tinha de admitir que, apesar de Brandon ter um comportamento ar¬rogante e atrevido, também era um dos melhores e mais dedicados jornalistas da Buzz. E todos acreditavam que ele seria o mais apto a conseguir a promoção para colu¬nista oficial após escrever um artigo com o esquivo e mais famoso empresário de Chicago, que havia feito fortuna no mercado imobiliário. O público feminino aguardava ansioso pela publicação da revista que revelaria aspectos da vida de Jared Ryder, o milionário solteirão mais cobiçado do momento. Seth gesticulava com os braços no ar e, por um instante, o som de algumas palavras ditas em voz alta conseguiram ultrapassar os limites da porta do gabinete do editor-geral. — Você não passa de um presunçoso incompetente... — Uau! — Susan exclamou. — Eu não queria estar na pele de Brandon! Melissa quase chegou a sentir pena de Brandon, po¬rém não conseguia perdoá-lo por tê-la espionado na con¬versa que tivera com a líder do grupo Women in Business Organization, no mês anterior, e depois ter apresentado um artigo que retratava a conversa dela, na qual se intitulou o autor da reportagem. Ele se aproveitara da idéia dela e quem sabe agora não fosse o momento de Melissa fazer o mesmo com ele? Seria benfeito para Brandon se ela conseguisse fazer a reportagem em que ele falhou. E por que não? Seth precisava da entrevista com Jared Ryder, e Melissa daria um braço para conseguir aquela promoção. Naquele instante, Brandon abriu a porta do gabinete do editor-geral e Melissa decidiu aproveitar a chance. Ergueu-se da poltrona giratória que ocupava em frente da sua escrivaninha e alisou a saia com as mãos. Susan a olhou intrigada, mas logo deduziu qual seria a intenção da colega. — Isso mesmo! Tente assumir o lugar dele! — Susan a incentivou com um sorriso. Melissa sentiu o coração perder o compasso e engoliu a saliva para tomar coragem e não pensar nas conseqüên¬cias de um possível fracasso. Se ela assumisse a tarefa de entrevistar o empresário e não conseguisse sucesso, fica¬ria em situação pior do que a de Brandon. Determinada a vencer o medo, ela começou a cami¬nhar na direção da sala do editor, de onde Brandon saía com a cabeça baixa para evitar os olhar...
Uau! — Susan exclamou. — Eu não queria estar na pele de Brandon! Melissa quase chegou a sentir pena de Brandon, po¬rém não conseguia perdoá-lo por tê-la espionado na con¬versa que tivera com a líder do grupo Women in Business Organization, no mês anterior, e depois ter apresentado um artigo que retratava a conversa dela, na qual se intitulou o autor da reportagem. Ele se aproveitara da idéia dela e quem sabe agora não fosse o momento de Melissa fazer o mesmo com ele? Seria benfeito para Brandon se ela conseguisse fazer a reportagem em que ele falhou. E por que não? Seth precisava da entrevista com Jared Ryder, e Melissa daria um braço para conseguir aquela promoção. Naquele instante, Brandon abriu a porta do gabinete do editor-geral e Melissa decidiu aproveitar a chance. Ergueu-se da poltrona giratória que ocupava em frente da sua escrivaninha e alisou a saia com as mãos. Susan a olhou intrigada, mas logo deduziu qual seria a intenção da colega. — Isso mesmo! Tente assumir o lugar dele! — Susan a incentivou com um sorriso. Melissa sentiu o coração perder o compasso e engoliu a saliva para tomar coragem e não pensar nas conseqüên¬cias de um possível fracasso. Se ela assumisse a tarefa de entrevistar o empresário e não conseguisse sucesso, fica¬ria em situação pior do que a de Brandon. Determinada a vencer o medo, ela começou a cami¬nhar na direção da sala do editor, de onde Brandon saía com a cabeça baixa para evitar os olhar...

Ir para a página:

WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Busca Google