Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / Mestre Osho / O alimento do Amor
Alimento

Matéria: O alimento do Amor

Autor - Fonte: Osho

Como a vida é… Eu a divido em três partes: desjejum, almoço, jantar. A infância é o café da manhã. E como acontece se não lhe deram hoje seu café da manhã, você irá se sentir muito faminto, fora de toda proporção, na hora do almoço. E se você perdeu o almoço também, então é claro, no jantar você estará quase louco. Amor é alimento – é por isso que divido a vida em três: desjejum, almoço, jantar.

Amor é alimento: alimento para a alma. Quando a criança suga no peito da mãe pela primeira vez, ela está sugando duas coisas, não somente leite. O leite está indo para seu corpo e o amor está indo para sua alma. Amor é invisível, assim como a alma é invisível; o leite é visível assim como o corpo é visível. Se você tiver olhos para ver, você pode ver duas coisas juntas gotejando do peito da mãe no ser da criança. O leite é somente a parte visível do amor; amor é a parte invisível do leite – o calor, o amor, a compaixão, a bênção.

Se a criança perdeu o café da manhã dela, então quando ela for jovem será muito carente de amor... e isso cria problema. Então ela será muito impaciente por amor... isso cria problema. Então ela estará com muita pressa de amar... isso cria problema porque o amor cresce muito lentamente, precisa de paciência. E quanto mais pressa você tiver, maior é a possibilidade de que você irá perder.

Você já observou isso em si mesmo e nos outros? As pessoas que são muito carentes de amor sempre sofrem, porque sempre sentem que ninguém vai preenchê-las. De fato, ninguém vai ser a mãe delas novamente. No relacionamento mãe-filho, nada era esperado pela criança. O que a criança pode fazer? Ela está desamparada. Ela não pode dar nada de volta. No máximo ela pode sorrir, isso é tudo, ou seguir com os olhos onde a mãe está indo, isso é tudo. Lindos gestos, pequenos, mas ela não pode fazer nada mais. A mãe precisa dar, a criança precisa receber.

Se na hora do desjejum você tiver perdido isso, então você estará procurando por uma mulher que possa ser sua mãe. Agora, uma mulher está procurando por um amante, não por um filho; problemas estão destinados a acontecer. A menos que por acaso, por acidente, você encontre alguma mulher que esteja procurando por um filho. Assim as coisas irão se estabelecer, então dois males combinarão juntos.

Isso sempre acontece: um pessimista sempre encontra um otimista para ajustar-se; um sadista sempre encontra um masoquista para ajustar-se; uma pessoa dominante sempre encontra alguém que necessita ser dominado, assim eles se ajustam. Você não pode encontrar dois masoquistas vivendo juntos, nunca. Eu já observei milhares de casais: até agora não fui capaz de encontrar um só casal no qual os parceiros sejam sádicos ou masoquistas. É impossível viverem juntos; eles precisam ajustar-se. Só os opostos se ajustam, e as pessoas sempre se apaixonam pelo oposto.

Se você puder achar uma mulher que esteja à procura de um filho… isso também é feio, isso também é doentio, porque uma mulher deve estar naturalmente buscando um amante, não um filho. E esse é o problema, e o problema fica mais complicado: mesmo que ela esteja procurando por um filho, ela está inconsciente disso; e mesmo se você estiver procurando uma mãe, você está inconsciente disso. De fato, se uma mulher tentar ser sua mãe, você ficará magoado. Você dirá, “Que você está fazendo? Sou uma criança?” E você está procurando por uma mãe, Milhares, milhões de pessoas estão buscando uma mãe.

Eis porque o homem parece tão interessado nos seios da mulher; do contrário, não há necessidade de estar tão interessado nos seios da mulher. O interesse simplesmente mostra que na sua infância, na hora de seu desjejum, você perdeu algo. Isso continua, paira na sua mente, lhe assombra. Seios são para a hora do desjejum. Agora porque você prossegue pensando e pintando?

Observe profundamente, porque isso não é sua responsabilidade, isso não tem nada a ver com você. Você não pode mudar sua mãe agora. Aconteceu como aconteceu, mas você pode tornar-se cônscio. Você pode ficar consciente de todas essas coisas dentro. E tornando-se consciente um milagre acontece. Se você ficar consciente dessas coisas, elas começam a desaparecer. Elas só podem apegar-se a você em profunda inconsciência. Uma conscientização profunda começa a ser uma força transformadora.

Então apenas fique consciente! Se você tiver algumas atitudes infantis com relação ao amor, fique consciente, descubra, busque profundamente. E apenas por estar consciente, elas desaparecem. Assim nada mais é necessário. Não que primeiro você precise tornar-se consciente e então você tem que perguntar “Que fazer agora”? Na hora que você se torna consciente elas desaparecem, porque se tornando consciente você está ficando adulto.

Uma criança não é consciente. Uma criança vive em pro...

Ir para a página:


WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google