Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / Mestre Osho / Virando a chave
Mestre Osho

Matéria: Virando a chave

Autor - Fonte: Osho


O sutra. Mestre Lu-Tsu: Quando a luz é feita para se mover num círculo, todas as energias do céu e da terra, da luz e da escuridão são cristalizadas.

Sua consciência está fluindo para fora; isso é um fato, não depende de crença. Quando você olha para um objeto, sua consciência flui para o objeto. (...) Conhecemos esse fluxo de luz para fora. Isso é apenas metade da estória. Mas quando a luz flui para fora, você fica em segundo plano, torna-se cego de si mesmo.

A luz precisa fluir no sentido inverso para que você se torne, simultaneamente, tanto o sujeito quanto o objeto, para que você veja a si mesmo. Então o auto-conhecimento é possível. Comumente, vivemos apenas pela metade, meio-vivos, meio-mortos. Esta é a situação. E aos poucos a luz continua a fluir para fora e nunca retorna. Você se torna, interiormente, cada vez mais vazio, oco. Você se torna um buraco negro. (...)

E é assim que muitas pessoas vivem suas vidas: elas se tornam buracos negros em virtude dessa constante extroversão. Você olha para isto, olha para aquilo, está constantemente olhando sem nunca retornar a energia ao observador. Durante o dia você vê o mundo, à noite você vê os sonhos, mas você continua a permanecer constantemente ligado aos objetos. Isso é dissipar energia. (...)

A experiência taoísta é a de que essa energia que você gasta em sua extroversão pode ser cada vez mais cristalizada, ao invés de desper içada, se você aprender a ciência secreta de girá-la no sentido inverso. Isso é possível, essa é toda a ciência de todos os métodos de concentração.

Fique, algum dia, diante de um espelho e tente um pequeno experimento. Você está olhando para o espelho, sua própria face no espelho, seus próprios olhos no espelho. Isso é extroversão: você está olhando para a face refletida, naturalmente que é a sua própria face, mas é um objeto fora de você.

Então, por um momento, inverta logo o processo. Comece a sentir que você está sendo observado pela imagem no espelho - não que você esteja olhando para a imagem mas que ela esteja olhando para você - e você estará num espaço muito estranho. Tente isso por alguns minutos e você se sentirá muito vivo, alguma coisa com um poder imenso começará a penetrar em você. Certamente você terá medo pois nunca sentiu algo idêntico; você nunca viu o círculo completo da energia.

E embora não esteja mencionada nas escrituras taoístas, essa parece ser a mais simples experiência que alguém pode fazer, e muito facilmente. Apenas fique diante do espelho no banheiro, olhe primeiro para a imagem: você está olhando e a imagem é o objeto. Então altere toda a situação, inverta o processo. Comece a sentir que você é a imagem e que a imagem está olhando para você. Imediatamente você observará uma mudança acontecendo, uma grande energia movendo-se através de você. No início, isso poderá ser assustador porque você nunca fez isto e não tem nenhum conhecimento disto; parecerá loucura. Você se sentirá sacudido, um tremor surgirá em você, ou você se sentirá desorientado porque toda sua orientação até agora foi a extroversão. A extroversão precisa ser aprendida aos poucos. Mas o círculo estará completo. E se você fizer durante alguns dias você ficará surpreso pois se sentirá muito mais vivo o dia todo. Apenas por alguns minutos permaneça diante do espelho e permita que a energia regresse até você, assim o círculo estará completo... E quando o círculo está completo, há um grande silêncio. O círculo incompleto cria desassossego. Quando o círculo está completo ele cria o sossego, torna você centrado. E ser centrado é ser poderoso - o poder é seu. E isto é apenas um experimento; e você pode experimentar de muitas outras maneiras.

Ao olhar para uma rosa, olhe primeiro para a rosa durante alguns momentos, alguns minutos, e então comece a inverter o processo: a rosa está olhando para você. E você ficará surpreso com a quantidade de energia que a rosa pode dar para você. A mesma coisa pode ser feita com as árvores, as estrelas e com as pessoas. E a melhor maneira é fazê-lo com a mulher ou o homem que você ama. Primeiro comece olhando para o outro e então comece a sentir o outro devolvendo a energia para você, a doação regressando. Você se sentirá reabastecido, inundado, banhado, aquecido por um novo tipo de energia. Você se tornará rejuvenescido, vitalizado por ela.(...)

O céu e a terra significam o interior e o exterior, o acima e o abaixo, Deus e o mundo, o invisível e o visível, o incognoscível e o cognoscível. O céu representa Deus e a terra representa o mundo manifestado. Eles se tornam um quando o círculo está completo. Então você não é apenas `cinzas sobre cinzas`, alguma coisa do alto penetrou em você. Então você não é apenas terrestr...

Ir para a página:


WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google