Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / Terapias / Apiterapia
Abelha no dedo

Matéria: Apiterapia

Autor - Fonte: Não informado

A apiterapia é a modalidade de Medicina Alternativa ou Ciência que utiliza os produtos da abelha no tratamento de vários tipos de doenças. No mundo são muitos os países que fazem uso dessa modalidade de medicina, inclusive sendo comum clínicas especializadas, com profissionais de várias especialidades da área de saúde humana. Também pode ser utilizada em animais. Destaco que o uso da apiterapia é recomendado à profissional devidamente qualificado. Sua utilização, principalmente quanto ao uso do Veneno, deve ser acompanhado, para se evitar o risco de alergia, e uma reação (que pode ser sistêmica, podendo culminar na morte do paciente).

Porém caso vc já tenha sido picado por abelhas, e não houve maiores problemas, e você tenha alguma doença incurável pela medicina "tradicional", vale a pena tentar a apiterapia. A Apiterapia é o método terapêutico de tratamento e prevenção da saúde utilizando os produtos da colméia. Este método vem sendo praticado por mais de 2.000 anos.

Hipócrates, já mencionava em seus textos esse assunto, assim como os chineses. No Egito, o veneno das abelhas já era recomendado no tratamento de reumatismo e artrite.
As pesquisas científicas tem demonstrado os efeitos benéficos dos produtos da colméia sobre o organismo humano, de tal modo que juntamente com as plantas medicinais, desempenham um papel cada vez mais destacado em todo o mundo, nas prescrições da medicina naturalista e na elaboração de produtos f rmacêuticos e cosmiátricos (cosméticos com ação terapêutica).

Chamamos de APITERÁPICOS, os medicamentos naturais e suplementos alimentares derivados dos produtos das abelhas.

A Apiterapia pode tratar diversas doenças de pele, reumatológicas, virais, infecciosas, pulmonares, ortopédicas, psicológicas e endócrinas.

RECOMENDAÇÕES

Antes de começar um tratamento com Apiterapia, tenha certeza de ser testado contra alergias. Reações alérgicas graves, já ocorreram após um único contato com o veneno de abelhas ou uma única dose de geléia real.

Complementos na dieta também são importantes no acompanhamento da Apiterapia, como ingestão de vitamina C e E, pouca proteína e muitas fibras.

Existem 9 produtos utilizados na Apiterapia, que são:
1. 1. Geléia Real - Contém propriedades energéticas.
2. 2. Pólen - Contém vitaminas e minerais.
3. 3. Mel - Fonte de energia e vitaminas.
4. 4. O veneno das abelhas (apitoxina) - Quando injetado diretamente nas juntas do corpo, é um remédio efetivo no combate ao reumatismo.
5. 5. Própolis - Propriedades antioxidantes que protegem o corpo dos radicais livres.
6. 6. Melato
7. 7. Larvas de abelhas (zangão)
8. 8. Pão d`abelhas

É importante, por conseguinte, conhecermos as propriedades medicinais de cada produto da colméia para entendermos a eficácia dos APITERÁPICOS:

• Apipuntura
• Apitoxina (veneno das abelhas) (apitoxina)
• Cera
• Perguntas mais Freqüentes
• Geléia Real
• Mel
• Pólen
• Própolis

Apipuntura - A Apiterapia, utilizando o veneno de abelha, é uma forma de abordar a medicina naturista cujo principal objetivo é direcionar o organismo a superar as suas próprias barreiras de defesa imunitária, com uma estimulação apropriada em pontos estratégicos do corpo. As picadas irão perturbar o processo patológico com a finalidade de o estabilizar, para que o organismo encontre o seu próprio equilíbrio de uma forma natural. As picadas, em pontos chaves, mostram-se benéficas no processo de terapia de base para a esclerose múltipla Cientistas internacionais afirmaram em Havana que experimentaram com êxito o veneno de abelhas em diversos casos de esclerose múltipla, um feito sem precedentes na área da saúde mundial. "O veneno de abelhas aplicados nos pontos de acupuntura, restitui as funções do esfíncter e da bexiga e dos intestinos em casos de esclerose múltipla", asseguram os investigadores. O presidente da Confederação de Apiterapia e da Federação Internacional de Apicultura (APIMONDIA), o suíço Theodore Cherbuliez, e outros membros desse conselho da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), explicaram a utilidade do tratamento com picadas desse inseto voador e o uso em geral dos produtos da colméia.

"Nos casos de esclerose de placa-enfermidade degenerativa do sistema nervoso temos detido o seu desenvolvimento e inclusive recuperado funções com a aplicação da Apipuntura, um método singular que consiste em aplicar picadas de abelha em pontos determinados de acupuntura", assegurou Cherbuliez.

O método consiste, explicou o pesquisador suíço, em colocar a abelha com uma pinça em pontos selecionados do corpo e em retirar o ferrão (aguilhão) quando administrada a dose terapêutica do veneno de abelhas.

Segundo os pesquisadores, o risco de toxidade ou alergia é de um sobre 850 mil, e não se tem conhecimento de mortes por ...

Ir para a página:


WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google