Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / De Autoajuda / 15 milhões de pílulas por dia
15 milhões de pílulas por dia

Matéria: 15 milhões de pílulas por dia

Autor - Fonte: Paulo Valzacchi

Atualmente mais de 15 milhões de pessoas nos Estados Unidos utilizam TODA noite um comprimido para dormir. A indústria farmacêutica comemora, a cada ano, os milhões em investimento certo com anti-depressivos, soníferos, anti-ansiolíticos e muitos outros fármacos que também vêm ganhando espaço.

A tecnologia vem crescendo velozmente e consigo vem trazendo os antídotos para as nossas doenças mentais e comportamentais. Será que essa é realmente a verdade? Não, a tecnologia foi instituida para melhorar a nossa qualidade de vida e para diminuir ou encurtar distâncias.

Com o celular, internet, aviões mais velozes, foi possível diminuir distâncias; uma carta que chegava em 5 dias a um extremo do país, hoje pode chegar em segundos pelo computador; a imensa demora de dias de viagens de um local a outro hoje são feitas em horas. É claro que temos as filas nos aeroportos, e isso inclui stress e ansiedade. Mas, no final, a tecnologia tinha uma ótima intenção: globalizar, unir.

Assim, hoje podemos ver cem vezes mais catástrofes na televisão ou na internet, furacões, ciclones, maremotos, tsunamis, terremotos, guerras, terrorismo, mortes e mais mortes, corrupção e flagelação do ser humano. Isso, sem dúvida, justifica os 15 milhões de comprimidos diários nos Estados Unidos.

O homem quis ter mais facilidades em suas mãos e hoje temos, mas esquecemos da simplicidade; acabamos complicando. O homem quis ser o centro do Universo e é o que ele pensa er; acabamos por matar Deus; sem falar dos mestres como Jesus ou Budha; e elegemos guerras em nome de Maomé, ou Ala que absolutamente não tem nada a ver com isso.

O homem quis pensar melhor, hoje temos escassez de pensadores, filósofos; somos uma massa guiada. O homem quis dar uma passo em direção ao crescimento, hoje temos super-aquecimento, geleiras descongelando, buracos na camada de ozônio e muito mais.

Qual será o real avanço que queremos? A destruição? É tempo - isso mesmo, esse tempo chegou! - de mudarmos o ritmo de nossas vidas. Caso não o fizermos certamente você fará parte dos 15 milhões que não dormem à noite, se já não faz.

Lucas, um senhor com seus 45 anos, me relata que acabou um curso, há quatro meses, na área de engenharia e agora chega mais cedo em casa. Sendo assim, liga a sua televisão. Agoniado, acabou por mudar de atitude; passou a ler jornal, mas as notícias são as mesmas; passou a ver revistas, o que não mudou em nada. Lentamente o pânico foi tomando conta dele. Ficou extremamente mais desconfiado, não permite os filhos por muito tempo fora de casa, não dorme bem à noite com pequenos barulhos que surgem, em fim, foi alvo da síndrome do pânico.

Após longo tratamento revertemos o processo. Hoje Lucas faz o uso de muito bom senso, chega em casa, faz sua caminhada à noite, vê um filme bom, liga para uns amigos, conversa mais com os filhos, procuram fazer algum programa em comum, faz uso de uma boa leitura e definitivamente antes de dormir escuta um cd relaxante, parte integral de sua CDteca. Ele passou a não complicar, a ser simples, a voltar os seus pensamentos para o positivo, tem mais ânimo, mais força, está mais motivado, não está distante do mundo, está mais perto de si mesmo.

Atualmente Lucas não precisa mais dos comprimidos para dormir ou para o seu pânico. Bastou apenas uma mudança de hábitos para achegar-se mais próximo de si mesmo.

Convido você a desfrutar de uma arte maravilhosa, que está à sua disposição, e pode auxiliá-lo definitivamente: a arte de conhecer-se e assim se libertar das algemas do negativismo, solidão e dor. Rume para o auto-conhecimento. Saiba que nós esperamos por você, unindo o bem estar físico, mental e espiritual.

Sucesso em sua jornada!

www.autoconhecimento.valzacchi.com.br


WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google