Whats: (11) 9 9191 6085

VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / De Autoajuda / Perceber é decifrar o momento
sadu palestrando no momento presente

Matéria: Perceber é decifrar o momento

Autor - Fonte: Flávio Bastos

Perceber simplesmente o momento é não estarmos atentos às realidades que nos envolvem e não nos darmos conta do seu significado mais amplo. Os cinco sentidos somente nos orientam para as coisas que dizem respeito às manifestações físicas e intelectuais do nosso organismo corpóreo.

O indivíduo lúcido, por exemplo, que possui este detalhe como característica, é uma pessoa atípica e diferenciada dentro do contexto dos cinco sentidos. O indivíduo translúcido, no entanto, é aquele que transcende as fronteiras da percepção, ocupando espaços mentais vazios pela falta de uso deste aparelho. A translucidez é o extra-sensorial, é o canal de comunicação de alcance e sintonia espiritual, mas também carnal quando dois sujeitos afins se encontram.

Podemos perceber (cinco sentidos) ou perceber além (a partir do sexto sentido), quando o nosso potencial energético, ativado por fonte superior e conectado a esta origem por mérito, dívida ou missão, se desenvolve, ascendendo a uma visão de amplitude e completude até onde nos é permitido ver e entender os mecanismos que se interagem e regem a ordem cósmica.

Da realidade material densa, extraímos da mãe-terra que generosamente nos acolhe, seus frutos que nos alimentam, suas belezas naturais que nos elevam a alma e de seu solo, depositário do corpo físico que a ela pertence.

Perceber verdadeiramente o momento é analisar a situação sob os dois ângulos de visão, o sensorial e o extra-sensorial, e deixar fluir o resultado desta análise no cotidiano da vida, tirando em benefício próprio, lições e conclusões destas experiências.

Atitudes de simplicidade, honestidade, respeito e humildade perante o desconhecido da realidade concreta e palpável, ajudam a elevar a nossa sintonia em busca de contatos que possam nos auxiliar na busca de respostas às interrogações da nossa existência.

A vida é uma dádiva, a morte uma passagem, uma necessidade para a completude do ciclo reencarnatório, tão intenso, tão humano e natural.

Viver, independente da dimensão em que se esteja, é estar permanentemente receptivo às sábias informações que emanam do universo. É deixar fluir o Eu Superior, a essência, que é a identificação de acesso e comunicação inter-realidades.

Perceber o momento, portanto, é estar atento e preparado para tirar-se proveito do resultado destas interconexões que acontecem através da antena de captação das nossas percepções extra-sensoriais, utilizando as energias do universo que estão ao nosso alcance como matéria-prima de preparo para decifrarmos enigmas que nos impulsionem ao processo do autoconhecimento.

Psicoterapeuta Reencarnacionista


WhatsApp: (11) 9 9191 6085
Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google