Whats: (11) 991916085
Você está em: Página inicial / Matérias: / De Autoajuda / A convergência harmônica de 1987 e o ano de 2012
A convergência harmônica de 1987 e o ano de 2012

Matéria: A convergência harmônica de 1987 e o ano de 2012

Autor - Fonte: Grupo Consciencia
Indique esta página para um amigo

Na reunião ocorrida em janeiro de 1987 no Conselho Cármico Cósmico em conjunto com o Tribunal do Conselho Cármico da Humanidade, foi feita uma convocação extraordinária para a presença de todos os seres que possuíssem um fragmento – a centelha – de suas consciências imersas na terceira dimensão do planeta Terra. Havia nesta época, mais de 65 bilhões de almas peregrinando nos quatro mundos inferiores. Foi um dos maiores conclaves já realizados em benefício da nossa humanidade e de Gaia.

O comparecimento em massa desses seres – Eus superiores – e a aprovação unânime da pauta principal que era a mudança dos rumos da humanidade para uma nova era. O antigo holograma poderia levar a Terra e a Humanidade à destruição total. Todos esses seres iluminados – os anjos internos – concordaram em assumir as suas responsabilidades com as suas próprias criações – as consciências inferiores -, que muitos deles tinham abandonados à própria sorte, preocupados apenas com seus afazeres em níveis superiores.

Comprometeram-se a “entrar em contato” com seus fragmentos, tentando de todas as formas atraí-los para “cima”, para receberem suas atenções e inspirações. Criaram diversas situações nas vidas terrenas de suas criações, para que voltassem seus corações para algo mais sublime: voltar para casa! Foi um período marcado por buscas, porque muitos destes seres superiores perderam seus fragmentos aqui embaixo e não conseguiam mais lo
alizá-los.

Na reunião seguinte em julho do mesmo ano, o Conselho Cármico Cósmico decretou a mudança de paradigmas em nosso planeta e na nossa humanidade. Durante os próximos 25 anos seria um momento de “espera”. Um tempo para que todos os procedimentos que estes seres criadores pudessem executar para despertar as consciências adormecidas de seus fragmentos. O fim deste processo estava sincronizado com as mudanças que ocorreria em nosso universo, para promover o salto quântico de diversos mundos existenciais.

O ato final deste grande conclave terminou com a cerimônia conhecida como a Convergência Harmônica de 1987, ocorrida em agosto daquele ano. A Terra e a Humanidade entrariam em uma nova frequência vibracional que mudaria todos os rumos da sua história. Por causa disto, muitas das “profecias” negativas foram evitadas e não aconteceram. O nosso planeta e seus habitantes passaram a viver em outro holograma, com a retirada de uma rede magnética que a envolvia desde o início da quarentena, que havia sido decretada neste lado do nosso universo.

Na última década muitas emanações de vidas que estavam aqui neste planeta, apenas para ancorar as energias cósmicas, se retiraram e retornaram para seus mundos originais. A partida destes seres, que se manifestaram em nosso plano físico sobre diversas formas, foi marcada pelas comemorações de alegrias e gratidões pelo dever cumprido. Atravessaram os portais que foram abertos exclusivamente para eles, subindo pelo maravilhoso tapete de luzes. É por isso que em diversos reinos do mundo animal e vegetal, a extinção de espécies ocorre de forma muito rápida. Essas emanações de vida que são remanescentes ainda estão indo embora e não “encarnam” mais em nosso mundo.

Sobre as centelhas que estavam perdidas aqui embaixo, muitas delas ainda estão sendo resgatadas pelas operações de resgate do comando Ashtar. É impressionante e muito emocionante, quando se encontra uma dessas centelhas sem “vida”, abandonadas nos fundo dos oceanos – a origem do nosso corpo físico veio do mundo aquático -, parecendo com aqueles vagalumes na escuridão da noite com suas “lanterninhas” apagadas. Quase não dá para localizá-las. É uma busca minuciosa feita em todos os recantos do nosso planeta no plano astral. Cavernas, penhascos, abismos, dentro das rochas, leitos submarinos, grudados em árvores, nas paredes de pedras, dentro dos rios lamacentos de sangues, numa infinid...

Ir para a página:

Comentários:
Deixe aqui seu comentário sobre este materia:
Nome:
Comentário:
CAPTCHA Image   Reload Image
Digite as letras abaixo:

WhatsApp: (11) 991916085
Política de Privacidade
Busca Google